Notícias

13 jan

"Microsoft quer resolver problema de incompatibilidade de drivers no Windows 10"

Um dos maiores problemas de usuários do Windows 10 é que, a cada nova atualização do sistema operacional, é possível que uma série de drivers do computador parem de funcionar. Esses erros normalmente são resolvidos por bloqueios, ou seja, ao perceber que um driver específico está tendo muitos bugs reportados, pode-se criar uma “exceção” no Windows Update para que qualquer computador que utilize este driver não instale a atualização até que o problema de compatibilidade seja resolvido pelo fabricante do hardware.

O lado negativo disso é que, da forma como o procedimento é feito, é praticamente impossível para a Microsoft diagnosticar erros de compatibilidade em laboratório, sendo necessário soltar uma nova atualização no mundo (e, assim, fazer com que muitos computadores parem de funcionar e reportem novos problemas) para então identificar quais são drivers problemáticos.

Acontece que isso deve mudar este ano, já que a empresa irá trocar a abordagem com que tratará as futuras atualizações do Windows 10. Ao invés de trabalhar sozinha na identificação de problemas, ela passará a aceitar que as próprias fabricantes enviem uma lista de drivers que possuem conflito com a nova versão do sistema operacional, fazendo com que a Microsoft inclua essa exceção antes de começar a disponibilizar a atualização para o público - e, assim, impedindo que muitos usuários sofram por conta de algum driver específico em conflito com o Windows.

 

A Microsoft avisa que, para poder fazer parte de uma lista de exceções, o problema deve impactar diretamente o funcionamento da máquina, e inclui bugs como drivers que param de funcionar, erros de conectividade, perda de dados, vulnerabilidades de segurança e a tão temida “tela azul da morte”.

Assim que um driver entrar para a lista de exceção da Microsoft, as empresas terão um período de 60 dias para corrigi-lo, e durante este tempo o Windows Update irá ignorar a atualização, impedindo o computador de fazer o download e de instalá-la automaticamente.

Essa nova mudança na forma de trabalhar os conflitos de drivers já deverão estar presentes na próxima grande atualização do Windows 10, que é conhecida na empresa pelo codinome 20H1 e deve ser disponibilizada para os usuários no segundo trimestre deste ano.

Fonte: Softpedia News