Notícias

30 set

Processador quântico do Google conseguiu calcular em minutos o que os supercomputadores levam hoje 10 mil anos

Processador quântico do Google conseguiu calcular em minutos o que os supercomputadores levam hoje 10 mil anos

O Google fez um acordo com a agência espacial dos Estados Unidos para realizar testes e pesquisas em seus supercomputadores

O computar quântico do Google atingiu o estado “supremo”. Segundo o Financial Times, o processador conseguiu calcular em 3 minutos e 20 segundos algo que o Summit, supercomputador mais avançado do mundo, levaria cerca de dez mil anos. 

A notícia apareceu no site da Nasa, mas rapidamente foi retirada do ar. Desde o ano passado, o Google fez um acordo com a agência espacial dos Estados Unidos para realizar testes e pesquisas em seus supercomputadores.

Segundo o MIT Technology Review, essa conquista significa, no futuro, empresas e pesquisadores poderem descobrir novas drogas e materiais, criar redes de fornecimento mais eficientes e acelerar o desenvolvimento de inteligência artificial.

No entanto, nem o Google ou a Nasa explicaram para qual função o computador quântico está sendo testado. Mas, segundo o MIT Technology Review, provavelmente é um objetivo bem específico.

Para Dario Gil, que trabalha com computadores quânticos na IBM, a computação quântica não se ultrapassará tão cedo os computadores comuns. “Para muitos problemas, os computadores clássicos continuarão sendo a melhor ferramenta a ser usada”, diz ao MIT Technology Review.

As máquinas quânticas são mais poderosas que os computadores comuns porque combinam ao mesmo tempo os bits 1 e 0 da computação tradicional. Assim, esses computadores conseguem processar quantidades enormes de dados paralelamente, enquanto computadores comuns processam em sequência.

 

Fonte: ÉPOCA NEGÓCIOS